IPHAN/PA promove debate sobre Educação Patrimonial

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Pará (IPHAN-PA) promove o 3º evento do ciclo de palestras Conversa Pai D’égua: falando sobre patrimônio, no próximo dia 8 de março, no auditório do IPHAN à Avenida Governador José Malcher, nº 474, em Belém. A temática abordada será educação patrimonial, com foco no processo permanente de trabalho voltado para o patrimônio. A professora Lygia Segalla, da Universidade Federal Fluminense (UFF), coordenadora do Laboratório de Educação Patrimonial (LABOEP), será a especialista convidada. A inscrição é gratuita. As ações de educação patrimonial realizadas pelo IPHAN-PA são compostas por processos educativos que primam pela construção coletiva do conhecimento, pelo diálogo entre os agentes sociais e pela participação efetiva das comunidades detentoras das referências culturais onde convivem noções de patrimônio cultural diversas.

A superintendente do IPHAN-PA, Dorotéa Lima, acredita que a educação patrimonial pode ajudar o indivíduo a ampliar seus horizontes e sua relação com o mundo. Para ela, o debate é fundamental para estimular a reflexão sobre a importância da preservação do patrimônio histórico e o papel da educação patrimonial nesse contexto.

As inscrições gratuitas podem ser feitas pelo e-mail andre.andrade@iphan.gov.br, enviando nome completo, área de formação e instituição a qual o inscrito é ligado.

Ciclo de Palestras Conversa Pai D’égua
O objetivo é discutir e esclarecer diversos aspectos das questões mais atuais sobre o tema, trazendo especialistas para abordar de forma qualificada esses assuntos. Já foram realizadas duas palestras abordando os temas Paisagem Cultural e Patrimônio e Legislação e Patrimônio Cultural.

Veja o convite [aqui]

Serviço:
Conversa Pai D’égua: falando sobre patrimônio
Palestra: Educação Patrimonial: valores negociados e processos de patrimonialização
Palestrante: Drª. Lygia Segala
Data: 8 de março de 2013, de 15h às 18h
Local: Auditório IPHAN-PA
Endereço: Av. José Malcher, nº 474, próximo a Benjamim

O que você pensa sobre isto ?