IPHAN-AC promove nova consulta sobre o pedido de Registro do Kene, do povo Huni Kui

Dando sequência aos encontros povo indígena Huni Kuĩ sobre o pedido de Registro do Kene como Patrimônio Cultural do Brasil, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Acre (IPHAN-AC) realiza, até o próximo sábado, dia 16, encontro na Terra Indígena do Alto Rio Purus. É o terceiro da série de quatro encontros. O primeiro, ocorrido entre os dias 9 e 15 de fevereiro, foi na Terra Indígena do Igarapé do Caucho. Também em fevereiro, de 17 a 22, a reunião foi na Terra Indígena Katukina/Kaxinawá.

O Fórum Geral Fechando a Volta será na cidade de Tarauacá, entre os dias 15 e 17 de abril. As reuniões têm como objetivo esclarecer sobre o processo de registro e estreitar os laços com as comunidades locais para promover uma gestão mais compartilhada do patrimônio. Deste encontro  sairá o posicionamento do povo Huni Kuĩ, anuindo ou não com o registro do Kene como Patrimônio Cultural Brasileiro. As primeiras reuniões contaram com represen

O pedido de Registro é de 2006, feito por lideranças e organizações representativas do povo Huni Kuĩ, para combater os usos ilegítimos do Kene, que vem sendo comercializado sem autorização do povo Huni Kuĩ. O Kene é o nome que se dá aos desenhos geométricos tradicionalmente aplicados à cerâmica, tecelagem, arte em palha, miçanga e ainda à pintura corporal do povo Huni Kuĩ, o maior grupo indígena do estado do Acre, conhecidos também como Kaxinawá. Com aproximadamente 8,2 mil pessoas (IBGE, 2008) os Huni Kuĩ estão divididos em 12 terras indígenas legalmente demarcadas.

O que você pensa sobre isto ?