Programa de Pós-graduação em Arquitetura da UFRJ divulga a 18ª edição dos Cadernos Proarq

Sem título-1sasa

O Proarq iniciou suas atividades em 1987, sendo um dos mais antigos e tradicionais programas de pós-graduação em Arquitetura do país. Na época de sua abertura existiam no Brasil, não considerando as especializações, apenas os cursos de mestrado em arquitetura da USP (São Carlos, 1971 e São Paulo 1972), o da Bahia (1983). O único a oferecer doutorado era o da FAU-USP, criado em 1980. A exigüidade dos cursos, todos ainda em processo de consolidação, e consequentemente a ausência de um ambiente acadêmico propício à pesquisa, fazia com que a produção científica publicada na área ficasse muito abaixo dos patamares internacionais. A esses fatores somava-se a dificuldade de encontrar periódicos nacionais especializados para a publicação de trabalhos acadêmico-científicos de alto nível em veículos brasileiros voltados para a reflexão científica sobre arquitetura.

Dentro das universidades, algumas publicações se destacaram neste esforço, como a revista Gávea (PUC-RJ 1985-1997) e Óculum (PUC-Campinas, 1985-1997); Arquitetura-Revista (UFRJ, 1985-1990), Rua (UFBA, 1988-1990/irregular até 2006), Revista Pós (FAU-USP, 1990-atual). A irregularidade ou vida breve que as marcaram, espelham as dificuldades enfrentadas pelos Programas na manutenção de um trabalho editorial que amparasse a divulgação das pesquisas , fortalecendo assim o debate acadêmico nas faculdades de arquitetura.

O que você pensa sobre isto ?