Criciúma/SC recebe em maio a IX Jornada de Arqueologia Ibero-Americana e a I Jornada de Arqueologia Transatlântica

Já está no site a Programação Oficial e o Comitê Científico da IX Jornada de Arqueologia Ibero-americana e I Jornada de Arqueologia Transatlântica – que acontece de 1º a  4 de Maio de 2013 em Criciúma, SC – Brasil.

O projeto de organizar Jornadas de Arqueologia Ibero-Americana nasceu em 2003, na sequência de vários anos de cooperação entre o Instituto Politécnico de Tomar, diversas Universidades do Brasil e o IPHAN. Esta cooperação foi alargada e reforçada a partir de 2004 com o programa de Mestrado IPT/UTAD em Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre (Master Erasmus Mundus em Quaternário e Pré-História), e a partir de 2006 com o Doutoramento da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro em Quaternário, Materiais e Culturas.

As Jornadas anteriores tiveram lugar tanto no Brasil como em Portugal e permitiram sobretudo uma articulação acadêmica maior entre os pesquisadores portugueses e brasileiros, envolvidos em diversos projeto comuns. Na sua base organizou-se um grupo de pesquisa, aberto a novas colaborações, em que se associam cerca de duas dezenas de investigadores. As jornadas são abertas a todos os investigadores interessados na Pré-História e Arqueologia da América do Sul.

Investigadores com campos de pesquisa em Angola e com participação freqüente nas Jornadas de Arqueologia Ibero-americanas propuseram na VIII Jornadas, sediadas em Mação, a Criação da I Jornadas de Arqueologia Transatlântica contemplando com isso abranger as temáticas levantadas naquele país. Como proposta também vincula-se as Jornadas de Arqueologia Ibero-americanas com as Jornadas de Arqueologia Transatlântica acontecendo com isso sempre concomitantemente.

A coordenação do referido evento na Unesc está sob a responsabilidade dos Grupos de Pesquisa em Arqueologia e Gestão Integrada de Território e Ecologia de Paisagem e de Vertebrados.

SESSÕES TEMÁTICAS

1- Interfaces epistemológicas através do atlântico na arqueologia:
a) Tradição …antropológica x Tradição histórica.
b) Arqueologia, Ecologia e Território.
2- Arqueologia, experimentação e inovação.
3- Arqueologia da transição:
a. Sambaquis e concheiros da faixa atlântica.
b. Sociedades agropastoris e hortícolas.
c. Arqueologia do Contato.
4- Tecnologias pré-históricas e etnoarqueologia.
5- Arte Rupestre e Território – da pesquisa à gestão.
6- Educação patrimonial e Socialização do Conhecimento.
7- Instrumentos analíticos e metodologias em arqueologia.

Os contatos são :

Telefone: +55 48 3444.3761 e +55 48 3444.3760

Setor de Arqueologia da UNESC-Criciuma-SC.

O que você pensa sobre isto ?