Ajude a resgatar a história da imigração em São Paulo

Desembarque de japoneses em Santos na década de 1930 (Foto: Acervo Museu da Imigração)

Você sabia que a Vila Zelina, na Zona Leste, concentra colônias de búlgaros, croatas, eslovenos, estonianos e de outros povos do Leste Europeu? E que o Brooklin, na Zona Sul, tido por muitos como um bairro novo, abriga diversos imigrantes alemães? Para mapear os destinos dos estrangeiros que adotaram São Paulo como lar, o Museu da Imigração criou uma plataforma on-line colaborativa.

No site www.museudaimigracao.org.br/cosmopaulistanos/a-exposicao qualquer pessoa pode deixar depoimentos relacionados à imigração, publicar fotos antigas e até mesmo vídeos. Antes de deixar sua contribuição, o internauta precisa escolher entre um dos 96 bairros listados na plataforma. “Queremos mapear exatamente os caminhos tomados pelos imigrantes”, diz Marília Bonas, Presidente Executiva do Museu da Imigração. “Todo mundo sabe que a Liberdade concentra uma colônia japonesa. Mas poucos sabem, por exemplo, que muitos imigrantes gregos ocupam o Bom Retiro”.

Oitenta associações de imigrantes, de 35 nacionalidades, foram convidadas a participar do projeto. Batizado de Cosmopaulistanos, ele homenageia o livro Cosmópolis, do poeta Guilherme de Almeida. Trata-se de uma coletânea publicada em 1962 de oito reportagens sobre famosos bairros paulistanos formados por imigrantes. “Ainda há muitas histórias para serem contadas”, diz Marília. Em tempo: em reforma desde o final de 2010, o Museu da Imigração, o antigo Memorial do Imigrante, no Brás, está previsto para reabrir em junho de 2014. Repaginado, ao custo de R$ 10,4 milhões, ele deverá abrigar terminais nos quais também será possível acessar a plataforma Cosmopaulistanos.

MUSEU DA IMIGRAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO: R. Visconde de Parnaíba, 1.316, Brás, tel. 3311-7700, 2692-1866, 2692-9218, http://www.memorialdoimigrante.org.br.

fonte :  http://epocasaopaulo.globo.com/cultura/ajude-a-resgatar-a-historia-da-imigracao-em-sao-paulo/

O que você pensa sobre isto ?