Após reforma, segunda igreja mais antiga do Brasil é reaberta em Ilhéus

Igreja Nossa Senhora Santana. Foto: Alfredo Filho/Secom

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), há cerca de 30 anos, o segundo templo católico mais antigo do Brasil, a Igreja de Nossa Senhora de Santana, localizada no distrito rural de Rio de Engenho, em Ilhéus, foi reaberta para a comunidade, na manhã do domingo, dia 02, após as intervenções realizadas pelo instituto para a recuperação do patrimônio.

Uma missa celebrada às 10 horas, pelo padre Ademir Amaral, que contou com a presença do prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, e secretários municipais, marcou a entrega da igreja à comunidade católica.

Na oportunidade, o prefeito Jabes Ribeiro destacou a simbologia do templo e garantiu esforços para contribuir com a valorização do sítio histórico e para a melhoria da qualidade de vida da comunidade.

“Além da estrutura física, a reforma da Igreja de Nossa Senhora de Santana representa uma ação de enorme valor histórico, cultural e turístico, pois o distrito de Rio de Engenho forma um conjunto arquitetônico e de belezas naturais entre os mais atrativos da zona rural de Ilhéus”, destacou Jabes Ribeiro.

A reforma foi realizada a partir de mobilização da comunidade, em 2012, com a participação da professora Maria Aparecida Maranhão, representante da família proprietária do terreno. Os serviços incluíram a recuperação das instalações elétricas e hidráulicas, pintura geral, substituição do piso e do telhado, troca da madeira do mezanino, entre outros.

Também foram restauradas as imagens de Nossa Senhora Santana, São Benedito, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora dos Passos, Santo Antonio e do Senhor Jesus Crucificado.

O evento contou com as presenças do presidente da Associação de Moradores de Rio de Engenho, Ednilson do Nascimento Araújo, dos secretários municipais de Desenvolvimento Social e de Meio Ambiente e Urbanismo, respectivamente, Jamil Ocké e Antonio Vieira, além da presença de líderes comunitários. Entre os dias 18 a 28 de julho próximo, está programada a festa de Nossa Senhora de Santana, padroeira da localidade.

Imagens
Construída em 1537, a Igreja é um dos mais importantes monumentos histórico e arquitetônico de Ilhéus e da Bahia. Pertenceu à família de Mem de Sá, terceiro governador-geral do Brasil, e foi um local de grande atuação dos jesuítas no Século XVI.

Retirado Tribuna da Bahia

O que você pensa sobre isto ?