IPHAN auxiliará na preservação do Patrimônio Imaterial da Guatemala

Sem título-1O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), órgão brasileiro integrante do Comitê Intergovernamental da Salvaguarda do Patrimônio Imaterial da UNESCO, auxiliará o Governo da Guatemala a desenvolver ações voltadas à política de salvaguarda do patrimônio cultural imaterial do país.

A iniciativa decorre do compromisso brasileiro assumido durante a 7ª Sessão do Comitê Intergovernamental da Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, em Paris, em dezembro de 2012, e organizada pela Assessoria de Relações Internacionais da Presidência do Iphan – ARIN, em articulação interna com a direção do Departamento de Patrimônio Imaterial, e com as autoridades guatemaltecas de patrimônio cultural.

A experiência brasileira desenvolvida no IPHAN, especialmente no que se refere aos inventários e aos modos de reconhecimento do patrimônio cultural imaterial será compartilhada com os órgãos guatemaltecos. O trabalho inicial irá se concentrar em seis municípios e o foco geográfico busca um reflexo da realidade multicultural da Guatemala em quatro grupos importantes (Xinca, Garifuna, Mestizo e Maya).

Para isto, a especialista do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, Mônia Silvestrin, Coordenadora-Geral de Identificação e Registro, estará reunida com a Direção Técnica do Patrimônio Cultural Imaterial da Guatemala (PCI), durante uma semana (13 a 19 de junho) para trocar experiências e auxiliar no processo de criação de um sistema de inventário do Patrimônio Imaterial, da projeção de seu banco de dados e armazenamento, bem como no estabelecimento de requisitos do PCI. Esta iniciativa reitera o comprometimento do IPHAN de apoiar ações no âmbito da cooperação Sul-Sul, fortalecendo e exemplificando os princípios da Convenção de 2003, da UNESCO e, neste particular, prestando a assistência técnica àquele país para que possa desenvolver iniciativas nesse campo junto à UNESCO.

O que você pensa sobre isto ?