Documentos de Niemeyer e de D. Pedro II entram na lista da UNESCO

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, comemorou nesta quinta-feira (20) a inscrição das coleções de Oscar Niemeyer e de D. Pedro II no Registro Memória do Mundo da UNESCO 2013. São quase 9 mil documentos, esboços, álbuns e desenhos técnicos do arquiteto e o patrimônio documental de viagens do imperador.
“As inscrições são sinais de que, cada vez mais, é reconhecida por todos a contribuição que a Cultura brasileira pode dar para o mundo. A partir da decisão de buscar o reconhecimento internacional do patrimônio, obtivemos também os títulos do Rio de Janeiro como Patrimônio Cultural da Humanidade e do Frevo como Patrimônio Imaterial. Estamos no caminho certo”, afirmou a ministra ao destacar que é preciso continuar trabalhando pela valorização de nossa Cultura.

Os documentos de D. Pedro II fazem referência a registros de viagens do imperador realizadas a Europa, ao Oriente Médio e aos Estados Unidos, entre 1840 e 1913. Esse material faz parte do acervo do Museu Imperial, que é administrado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e fica em Petrópolis (RJ). É a primeira vez que uma unidade do Ibram recebe a premiação internacional.

O patrimônio documental de Niemeyer forma um valioso registro da obra de um artista que transformou a arquitetura do século XX no mundo. Muitos destes documentos, além de constituir fontes primárias, são considerados verdadeiras obras de arte. Os esboços e álbuns são documentos originais, raros e, principalmente, únicos. Neles se distingue não só as curvas e a poesia características da obra de Niemeyer, mas também o método de trabalho do arquiteto.

O que você pensa sobre isto ?