Deu no Estadão : Museu do Ipiranga tem trinca gigante

Estudos realizados no Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, indicam a existência de uma imensa trinca de lado a lado – 123 metros – do imenso prédio. “É decorrência da variação de temperatura. A frente do edifício recebe alta incidência de luz solar. Nos fundos, predomina a sombra”, diz o restaurador Antonio Sarasá.

Após monitorar durante meses as variações térmicas, sua equipe chegou a registrar variações de calor entre 26°C e 70°C. O museu está fechado para restauro e a análise feita é preliminar – o laudo será concluído em dezembro.

A princípio, a rachadura não causa problema na estrutura do prédio. “É uma acomodação do material, em virtude da dilatação dos tijolos”, diz Sarasá. “O problema é que isso permite infiltração d’água no prédio. Por isso, uma solução será necessária.” A ideia é adotar uma resina flexível, para vedar essa trinca. Testes de material devem ser feitos nos próximos dias.

Veja matéria completa no Estadão

O que você pensa sobre isto ?