Centro Nacional de Arqueologia anuncia os vencedores da 1ª Edição do Prêmio Luiz de Castro Faria 2013

O Centro Nacional de Arqueologia, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), divulga o resultado da 1ª Edição do Prêmio Luiz de Castro Faria, que visa o estímulo à produção acadêmica sobre o patrimônio arqueológico brasileiro.

São vencedores da 1ª Edição do Prêmio Luiz de Castro Faria:
Categoria II – Dissertação de Mestrado
1º Lugar

Irislane Pereira de Moraes, com o trabalho “Do tempo dos Pretos d´antes aos Povos do Aproaga: patrimônio arqueológico e territorialidade quilombola no vale do rio Capim (PA)” – Universidade Federal do Pará.

2º Lugar
Marcela Nogueira de Andrade, com o trabalho “Conservação Integrada do Patrimônio Arqueológico: uma alternativa para o Parque Estadual Monte Alegre – Pará – Brasil” – Universidade Federal do Piauí.

Categoria III – Tese de Doutorado
1º Lugar

Louise Prado Alfonso, com o trabalho “Arqueologia e Turismo: sustentabilidade e inclusão social” – Universidade de São Paulo.

2º Lugar
Carlos Alberto Santos Costa, com o trabalho “Representações Rupestres no Piemonte da Chapada Diamantina (Bahia, Brasil)” – Universidade de Coimbra.

O Prêmio Luiz de Castro Faria é concedido a trabalhos que se destacaram por sua originalidade e contribuição ao campo da arqueologia. Os vencedores foram avaliados por Comissão Julgadora composta por Vanessa de Castro Dutra (CNA/IPHAN), Selmo José Queiróz Norte (DEPAM/IPHAN), Vera Lúcia Calandrini Guapindaia (CAPES/Museu Paraense Emílio Goeldi) e Sibeli Aparecida Viana (Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia/PUC-GO).

O Edital previa três categorias de premiação: I – Monografia de Graduação, II – Dissertação de Mestrado e III – Tese de Doutorado. Como não houve vencedores na primeira categoria e, considerando, o mérito dos trabalhos classificados em segundo lugar nas categorias II e III, Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado, a Comissão Julgadora decidiu, conforme retificação do Edital de Chamamento Público 01/2013, pela divisão proporcional do valor do prêmio da categoria I Monografia de Graduação, entre os segundos colocados.

O que você pensa sobre isto ?