Professores de Vitória recebem ação educativa para preservação do patrimônio

Situado no Centro Histórico, o Teatro Carlos Gomes, um dos mais significativos patrimônios culturais da cidade, foi especialmente escolhido para receber os professores da rede pública de Vitória para a Oficina Vitória – Patrimônio em Cores.

A ação educativa promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Espirito Santo (IPHAN-ES) na última segunda-feira (08), e que teve como palestrante a Coordenadora de Educação Patrimonial Sônia Regina Rampim Florêncio, do Departamento de Articulação e Fomento do IPHAN, visa fomentar a interface entre educação e patrimônio nas redes públicas do Estado.

Na ocasião, além de apresentar propostas pedagógicas, foi feita visita técnica ao Frontispício do Convento de São Francisco, o segundo convento franciscano mais antigo do Brasil. O trajeto transformou-se numa visita guiada pelos técnicos do IPHAN e outros parceiros a vários monumentos, dentre eles, a sede do IPHAN-ES. Estes patrimônios fazem parte do livro interativo “Vitória – Patrimônio Histórico” que chegará às escolas em setembro.

Publicação Infantil sobre Patrimônios Culturais será distribuída no Mato Grosso do Sul

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Mato Grosso do Sul (IPHAN-MS) distribuirá 10 mil unidades da revista Patrimônios Culturais do Mato Grosso do Sul: Histórias e Passatempos como uma das atividades de educação patrimonial no estado. O objetivo é difundir o conhecimento acerca do patrimônio cultural, com ênfase nos bens tombados em nível federal e no estado, para aguçar o envolvimento pela cultura local e despertar o interesse pela memória e preservação destes bens.

A publicação sobre o patrimônio cultural tombado e registrado pelo Iphan no estado de Mato Grosso do Sul, contem dez jogos de passatempos temáticos, acompanhados de textos explicativos e imagens, e visa atingir, de forma lúdica e divertida, o público infantil. Os livretos, que configuram-se como importante instrumento para a propagação do conhecimento acerca do patrimônio cultural sul-mato-grossense, serão disponibilizados em escolas, nas futuras casas do patrimônio de Campo Grande e Corumbá – MS, entre outros.

A Ação Continuada de Educação Patrimonial proposta para o exercício de 2012 e 2013 inclui, além da revista “Patrimônios Culturais do Mato Grosso do Sul: Histórias e Passatempos”, o jogo educativo com a temática do Complexo Ferroviário de Campo Grande, o jogo “Memória e Patrimônio”, apresentações teatrais nas escolas municipais das cidades de Campo Grande, Bonito e Corumbá e outros eventos pelas cidades, e elaboração de vídeos educativos para serem apresentados em seminários, escolas e também televisão.