Construtoras derrubam pirâmide de 4 mil anos no Peru

Foto divulgada pelo ministério da cultura mostra área onde se encontrava a pirâmide (Foto: AFP/BBC)

Autoridades peruanas dizem que uma pirâmide de pelo menos 4 mil anos, localizada no mais antigo sítio arqueológico do país, foi destruída por operários de uma imobiliária. As autoridades estão processando as duas empresas imobiliárias acusadas de derrubar a estrutura, que tinha 6 metros de altura.

A construção fazia parte de um total de 12 pirâmides encontradas no complexo El Paraiso, próxima a capital Lima. Um arqueólogo disse que os responsáveis cometeram “um dano irreparável”.

O sítio, que data do período pré-cerâmico tardio (3500-1800 a.C.), está situado ao norte de Lima. De acordo com o Ministério de Turismo do Peru, o complexo El Paraiso era um centro administrativo e religioso muito antes da civilização pré-colombiana inca.

Rafael Varon, vice-ministro do patrimônio cultural, disse que a destruição ocorreu no final de semana. Ele disse que os trabalhadores utilizaram máquinas pesadas e tentaram destruir mais três pirâmides, mas foram interrompidos por curiosos. Varon disse que queixas criminais foram apresentadas contra duas empresas.

Marco Guilen, diretor de um projeto de escavação em El Paraiso, disse à agência de notícias Associated Press, que as pessoas que derrubaram a pirâmide “cometeram um dano irreparável numa página da história do Peru”.

“Nós não vamos ser capazes de saber de que forma ela foi construída, que materiais foram usados, e como a sociedade que viveu ali se comportava.”

Via Globo.com

IPHAN divulga novos furtos a bens culturais da Bolívia e do Peru

Foram furtadas outras peças do patrimônio cultural da Bolívia e do Peru. A embaixada boliviana informa que a Faca e o Livro de São Bartolomeu, dois acessórios de escultura sacra da Igreja de La Puerta, na Província de Tomas Frías, Departamento de Potosí, foram extraviados na madrugada do dia 10 de abril de 2013.

Já na cidade de Arequipa, no Peru, a Cruz Alta, Círio Pascal e o Cetro, artefatos litúrgicos do Templo de São Francisco de Assis desapareceram em 24 de fevereiro deste ano. A Embaixada do país ainda alerta para o furto ocorrido no dia 04 de março de duas obras de arte pertencentes ao acervo do Museu Manos Peruanas, em Miraflores, região de Lima.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) ajuda na divulgação dessas peças com o intuito de colaborar em seu resgate. Para saber mais sobre os bens desaparecidos, clique no quadro de informações.

Caso tenha alguma informação que ajude a recuperar esses bens culturais, entre em contato com o Departamento de Polícia Federal ou com as Embaixadas.

Veja o quadro de informações dos bens [aqui]

Polícia Federal
SAS, Quadra 6, lotes 09/10 – ED.SEDE/DPF
CEP: 70037.900 – Brasília/DF
P A B X: (61) 2024-8000
Telefone do Plantão: (61) 3223-2302/2024-8450/8452
E-mail: dcs@dpf.gov.br

Embaixada da Bolívia
SHIS QI 19 Conj. 13 Casa 19 – Lago Sul – Brasília/DF – Brasil
CEP: 71.655.130 –  Brasília/DF
Telefones: (55-61) 3366-3432 – (55-61) 3366-2238 – FAX: (55-61) 3366-3136

Embaixada do Peru
SES Av. das Nações, Quadra 811, Lote 43
CEP: 70428-900 Brasília DF
Tel. (61) 32429933 – 32429435 Fax: (61) 32259136